História

No ano de 1995, três maçons se reuniram para projetar a fundação de uma ordem, em Vancouver. Tal Ordem não teria espaço para vaidades e jóias e seria inspirada nos princípios da Ordem fundada por Frank Sherman Land (Ordem DeMolay), porém para crianças.

Os nomes destes importantes homens são: Ralph Hooper, Lynn Taylor e Michael Senders. Foi decidida que seria uma Ordem voltada para crianças quando Michael se deparou com seu filho brincando com os DeMolays do Capítulo local. Após iniciadas as atividades da fundação, Senders convidou o Maçom Edgar Trefts para escrever o ritual da Ordem com seu auxílio.

VINDA PARA O BRASIL

Em meados do ano de 2002 o irmão Daniel Giotti de Paula, sênior DeMolay do Cap. Juiz de Fora nº 33, soube da existência da Ordem dos Escudeiros, através do site do Supremo Conselho Internacional.

Bastante entusiasmado com a possibilidade de fundar a Ordem dos Escudeiros no Brasil, o irmão Daniel Giotti começou a realizar os primeiros contatos e várias mensagens eletrônicas foram trocadas com o Tio Michael Senders discutindo-se acerca da Ordem dos Escudeiros. Foi assim que o irmão Daniel Giotti obteve o Ritual da Ordem dos Escudeiros.

O próximo passo importante foi a tradução do ritual realizada pelo irmão Daniel Giotti com a ajuda do irmão Luis Fernando Alves Marcelino, sênior DeMolay do Capítulo Juiz de Fora nº 33. Na ocasião os irmãos Daniel e Luis Fernando entraram em contato com o irmão Rogers Ferreira Pereira, Presidente do Colégio Alumni Juiz de Fora nº 01 e relataram o interesse em trazerem a Ordem para o Brasil. Ficou então resolvido que o Colégio DeMolay Alumni Juiz de Fora nº 01 tomaria as medidas administrativas cabíveis para a instalação de uma Távola na cidade de Juiz de Fora-MG.

A partir daquele momento os irmãos Daniel, Luis Fernando e Rogers começaram a estudar com afinco o ritual escudeiro. Vários ensaios foram realizados para adequação do ritual aos costumes brasileiros, tais como: reuniões restritas a Escudeiros, DeMolays e Maçons; utilização do termo “Tavola”; uso de um paramento (camisa social branca de mangas cumpridas, calça social preta e uma gravata azul cumprida com o emblema dos Escudeiros); jóias para os Oficiais e Nobre Cavaleiro; a eleição para o cargo de Nobre Cavaleiro, a ser ocupado por um Sênior DeMolay, ou quando não houver um disponível, por um DeMolay Ativo com mais de 18 anos, entre outras.

Terminados os acertos iniciais e após aprovação da decisão de Patrocínio do Capítulo Juiz de Fora nº 33, o Colégio DeMolay Alumni Juiz de Fora entrou em contato com o Tio Alberto Mansur, Grande Mestre Nacional, apresentando a tradução do ritual e todas as sugestões de adaptação do mesmo.

A idéia foi prontamente aprovada pelo Tio Alberto Mansur e através do Decreto número 009-2002/2005 foi instituída a Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda no Brasil.

No dia 07 de dezembro de 2002, em Juiz de Fora, dezesseis garotos foram acolhidos no seio da Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda, passando pela Cerimônia de Alistamento.

Escudeiros e DeMolays possuem contato frequente em suas atividades. E este laço contribui para um crescimento a base de informação, garantindo ainda mais, potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e úteis à comunidade, de forma autônoma e consciente.

Cada Távola é patrocinada por um Capítulo DeMolay.